Direito e História


Projeto de extensão “Direito e História: Contribuição com a organização política em Comunidades Quilombolas do RN”

     O projeto de extensão “Direito e História: Contribuição com a organização política em Comunidades Quilombolas do RN, coordenado pela professora Rosimeiry Florêncio de Queiroz Rodrigues, tem como objetivo contribuir com a organização política de comunidades negras rurais remanescentes de quilombos. Fazendo uso da educação popular busca contribuir com a organização política das comunidades bem como com construção de alternativas a demandas que são apontadas pelas comunidades como empecilho ao exercício da cidadania de seus moradores. Em sua terceira versão, propõe-se a contribuir com a comunidade do Arrojado, situada no município de Portalegre/RN. Já trabalho com diferentes edições que tiveram os trabalhos desenvolvidos junto às comunidades Vila Esperança - Baraúna/RN, Jatobá - Patu/RN e Arrojado - Portalegre/RN.

     O projeto, que se constitui numa parceria entre docentes dos cursos de Direito e História, conta com a participação de quatro professores, sendo as professoras Veruska Sayonara de Góis e Rosimeiry Florêncio de Queiroz Rodrigues, do curso de Direito e os professores Marcílio Lima Falcão e Lemuel Rodrigues da Silva, do Curso de História. Também integram o projeto os estudantes Ana Quitéria da Silva Vieira, Jarbas Souto de Souza Junior, José Alessandro Amaral Paiva, José Heitor Jerônimo de Almeida e João Pedro Rodrigues de Queiroz. E as já formadas em direito e mestrandas Clara Karlyanny Lopes Costa e Isamara da Silva Marinho.

     A ação extensionista, que foi pensada como uma possibilidade de retorno social as comunidades quilombolas pela professora Rosimeiry Florêncio, que desenvolveu a sua pesquisa de mestrado na comunidade quilombola do Jatobá com título "Comunidade Quilombola do Jatobá: territorialidade, memória e identidade coletiva", além de contribuir com a organização política das comunidades, observando-se os processos de consciência histórica e demandas de cada uma delas, tem gerado diversas pesquisas entre os discentes engajados no projeto, tendo como desdobramento a participação e publicação de trabalhos em eventos, além da produção de trabalhos de conclusão de curso sobre a temática quilombola.

     Com isso, o projeto já está em sua terceira edição e tem assistido e proporcionado um retorno a diversas famílias dentro das comunidades. Nas comunidades em que tiveram atuação, o projeto de extensão conseguiu trabalhar em parceria com 42 duas famílias, sendo 22 da Comunidade Vila Esperança, situada no município de Baraúna (onde aconteceu a primeira edição), e 20 da Comunidade do Jatobá, localizada no município de Patu (segunda edição). Na terceira edição, a ação se propõe a colaborar com 33 famílias da Comunidade do Arrojado, situada no município de Portalegre, onde tem sido possível contribuir com a organização política desse grupo, mesmo que em um formato remoto. O projeto tem trabalho com atividades online, produção de documentos para auxiliar as comunidades, produção de cartilha com orientações, e também promoção de eventos e formações com convidados externos e moradores de comunidades quilombolas.

I Edição 2018.1 e 2018.2 - Comunidade negra rural Vila Esperança - Baraúna/RN